sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

o gato



- Gata.


Oi Wal!


- Posso te fazer uma pergunta?


Claro! Manda aí:


- Queria saber quando é que o gato vai embora...


Como assim, vai embora? Já deixei bem claro pra você que ele NÃO vai embora. (a não ser que eu ou ele queira, mas isso não vem ao caso agora.)


- Mas Gata, ele me incomoda! Ocupa meu espaço, mexe nas minhas coisas e ainda por cima tira onda da minha cara!


Ele faz tudo isso mesmo? Não acredito.


- Faz sim Gata! Outro dia cheguei e ele estava deitado na minha rede! Pode isso? Fiquei tão indignado que sacudi ele pra fora aos berros.


Poxa Wal, podia ter pedido com educação, ele atenderia. Acho que ele ainda não sabe que a rede é o seu território. Fica tranquis que assim que ele chegar falo com ele sobre essas coisas e peço até pra te pedir desculpas ok?


- Como assim chegar? Fala agora mesmo! Por mim Gata... Preciso colocar ele no devido lugar. E só posso isso depois que você enquadrá-lo.


Tá lendo muito Mulher na Polícia não é moço? rsrsrs. Péra que vou pegar o telefone.


- Como assim telefone? Você não precisa dele pra fazer isso!


Mas Walter, você quer que eu grite? Tá, tudo bem que ele mora aqui perto, mas mesmo gritando não dá pra ele ouvir e também não quero que as pessoas pensem que sou louca! Vou usar o telefone, apesar de achar que isso poderia esperar até mais tarde sabe? Olho no olho tudo fica mais fácil...


- Gata, não é disso que estou falando...


Tudo bem Wal, já entendi. "É uma questão de honra, uma necessidade de mostrar quem é o macho dominante, de enquadrar e dele entender que quem manda aqui sou eu!" Viu que entendi?


- Não. Você não entendeu.


Ai Jesus... Lá vamos nós de novo: Ok Wal, qual a parte disso tudo que eu não entendi?


- Não estou falando do "seu" gato (eu nunca o chamaria assim!). Estou falando de Lázaro, o gato da sua irmã que veio pra cá enquanto seu cunhado se recupera de uma cirurgia. Entendeu agora? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!


Ah tá... Agora entendi. Vou colocá-lo de castigo agora mesmo! Lázaro, venha aqui!


- Quáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquáquá!


Já pode parar de rir Wal, não foi tão engraçado assim.


- Não foi? Você imaginar esse tempo todo que eu tivesse falando do cueca, e achar que eu estaria te pedindo com toda educação pra falar com ele? Quáquáquáquáquáquá! Qualé Gata! Primeiro que ele não seria louco de mexer nas minhas coisas dessa maneira e ainda estar com o olho saudável. Só respeito Lázaro porque faço parte da Sociedade Protetora dos Animais, e os cuecas não estão incluídos nela! Quáquáquáquáquáquáquáquá! Gata, sua ingenuidade é hilária!


Er, vou ali ver se o papel higiênico tá no local certo ok?


- Vai Gata, Vai. Quáquáquáquáquáquáquáquá!

6 comentários:

Alfredo Vidal disse...

Walter você é um escroto mesmo!

Achas que eu estaria bagunçando teus trapos? Nem depois de levar um arranhão do gato original eu faria isso cara e muito menos da confusão dos "gatos".

Abraço pra vc!

Namorada linda, te amo!!!

Débora Buarque disse...

kkkkk...só tem doido aqui!

Flávio Omena disse...

rsrsrs

Layla, sabe o que Wal tá precisando para deixar os "cuecas" e gatos em paz?
De uma namorada ou namorado. Afinal, ainda não percebi qual é a dele.
Beijos!!

Dyana Barlavento disse...

Wal... Bota ordem na casa!!! Esse "cueca" é folgado mesmo!!! Sou sua fã e estou contigo e não abro!
Mas só pra constar... ele fica na churrasqueira o dia inteiro e não reclama tá? Aproveita!

olhar disse...

bom!mas muito bom teu blog!
É lógico que passo a seguí-la!!!
parabéns por um espaço tão gostoso e tão inteligente!
me diverti por aqui!E é lógico que voltarei mais vezes!
E sinta-se muito bem vinda lá no meu OLHAR, onde só vale se OLHAR DENTRO DOS OLHOS !

*passo a seguí-la!

Beijos!

Bia

♥ Fabíola (Bi). disse...

Oi!!!

Eu sou a Fabíola, a amiga da Ana.
http://eucomosquatro.blogspot.com/2011/02/eu-os-4-e-tartaruga.html#comments

Eu vim ver se vc era de RECIFE
e não é que era!!!
Se vc morar em casa, e quiser mesmo, eu posso te dar um filhote :)

Beijos!!!