segunda-feira, 26 de outubro de 2009

supermercado

Vai sair?

- Vou ao supermercado.

Posso ir junto?

- Não é o tipo de programa que você curte Wal.

Gata, uma semana dentro de casa sem poder andar me fez rever conceitos sobre uma ida ao supermercado. Por favor, tô ficando louco dentro dessa prisão!

- Ok. Vamos lá então.

...

Legal esses carrinhos com cadeira de rodas não acha?

- Hum rum. Prático pra quem não consegue andar e precisa vir ao mercado.

Que é isso que você tá pegando?

- Acelga.

Pra que?

- Salada. Acelga é um vegetal que fica uma delícia na salada, principalmente com molho de mostarda. (eu adoro!)

Tem que ser acelga?

- Tem. Porque?

Não poderia ser a “sulda” ou a “mulda”?

- Piada infame essa...

Tem razão. Rsrsrsrsrs
E isso? O que é isso que você pos no carrinho?

- Legumes e verduras Wal. Itens necessários para quem deseja se alimentar de maneira saudável.

Porque você compra essas coisas se lá em casa só quem come é você?

- Os meninos comem também. De forma disfarçada mais comem. E o senhor também viu?

Jamais! Nunca comerei essas coisas verdes! Me fazem mal.

- A sopa creme de ontem tava boa?

Deliciosa.

- Pois bem: apresento-lhe a versão disfarçada da cenoura, batata, chuchu, gerimum e o que mais tiver à mão.

Ok, ok. Terminou com essa sessão tortura? Podemos passar para o próximo corredor?

- Não vamos entrar aqui. Não precisamos de nada disso.

Como assim “não precisamos?” Eu preciso! Como vou passar o final de semana sem os meus amendoins, castanhas, batatas fritas e salgadinhos?

- Respirando e com menos colesterol nas suas veias.

Me recuso a deixá-los!

- Wal, pára com isso! Tá todo mundo olhando o espetáculo. Devolve essas coisas que só viemos buscar alguns itens que estão faltando.

Nunca! Prefiro a morte a deixar meus preciosos. Meus, todos meus...

- Walter por favor! Você é pior que os meninos sabia? Põe tudo de volta que o mês tá longo e a grana muito curta! Além do que, nada disso que você pegou é nutritivo.

Isso é humilhante. Ter que ficar implorando por uns pequenos mimos e ainda por cima ter que ouvir que você não põe dinheiro em casa...

- Não falei isso Wal. Falei que estou com pouca grana. E mesmo que alguém te visse, quem em sã consciência iria contratar uma pessoa que não desliga a tevê nem pra dormir?
Vem, vamos pegar lanche pros meninos.

Viu! Viu! Pros meninos pode né? Mas pra mim, inválido em cima dessa cadeira de rodas, sem saber ao certo se poderei andar novamente, nada! Senhor, onde foi parar a compaixão do ser humano?

- Deixa de drama Walterego, na próxima semana você tira o gesso e vai poder andar por conta própria.

As pessoas eram melhores quando conseguiam ser mais crédulas... Tudo bem. Vou ficar calado.

- Ótimo. É o melhor que você faz por nós dois e pelo meu bolso.

Não esquece de pegar a picanha.

- Hein? Pirou de vez! Fique feliz se conseguirmos levar um pedaço de carne de segunda!

E o que vamos comer no churrasco de domingo com a rapaziada?

- Que churrasco de domingo?

Não te falei? Devo ter esquecido... Chulapa, Cotonete e Negão vão passar lá em casa domingo pra jogarmos futebol no playstation, e como eles estão com medo de sua comida combinamos um churrasco...

- Na minha casa? Sem que eu soubesse? E com medo de minha comida? Só se for por cima do meu cadáver!

Não fala isso que Deus escuta. E aí como ficam os meninos?

- Se não trouxesse você ao supermercado, só ficaria sabendo no domingo não é? Odeio quando você faz isso! Agora se vire bebé! Não vou comprar picanha nenhuma pra seu churrasco!

Gata como você está sovina. Uma picanha bem pequenininha não vai estrangular seu orçamento...

- Não iria se ele já não estivesse estrangulado!
E quer saber? Cansei de vir ao supermercado com você. Toma uma grana e pega um táxi pra ir pra casa. Tem lugares que antes só do que pelo Walter acompanhada!

Ok gata. Sei quando não sou bem aceito. Tô vazando.

...

No caixa:

- Pronto senhora, R$ 236,59.

Hein? Como assim? Só comprei isso! Minha conta não pode ter dado tão alta! Por favor, veja se não passou itens a mais, pode ser?

- Claro senhora.
Não. Nada passado a mais. R$ 63,45 dessas compras, mais R$ 173,14 passados pelo senhor da cadeira de rodas...

Quem? Como é que é?!

- O senhor da cadeira de rodas, ele disse que a senhora passaria o cartão e que tava com pressa por causa da incontinência urinária e a fralda estava quase vazando, disse que faria o favor de levar suas cervejas, e carnes porq...
Senhora? Senhora? Ta passando mal? Por favor respire! Respire! Alguém por favor me chame uma ambulância!

5 comentários:

Dri Viaro disse...

Bom dia, tenha uma semana abençoada
beijos

Cleia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei, o walter é mesmo dos meus... adoroooo!
Amiga fica assim não, e acho que domingo vou na tua casa pra poder aproveitar as cervejinhas e a picanha do Wal. kkkkkkkk
bjs

Débora Buarque disse...

kkkkkkk, eu saia correndo do supermercado sem pegar nem pagar nada, ou dava uma de doida e dizia que não conhecia o cara de cadeira de rodas!..kkkk
essa Layla e esse wal são 2 doidos mesmo!!

Danny Almeida disse...

kkkkkkkkkkkkk
Nossa.. eu matava o desinfeliz!!

Show de bola o post Layla..
Vc poderia escrever um livro, que tal?!!

bjs no core
Danny Almeida

Joy disse...

Adorei!!!
Esses dias aqui em casa ficamos assustados. Assim... Gastamos mais de cem reais em lanchinhos pra uma semana! Hihihi

Bjos