sexta-feira, 20 de março de 2009

a bela adormecida


Oi!
 - Oi.
 Ta com raiva?
 - Não tenho como. Você sumiu, não estava perto o suficiente pra me fazer sentir raiva.
Eita! 1 X 0 pra você Wal.
 - ...
 Olha, desculpa a ausência. Estou muito cansada. Milhões de coisas a fazer e outras tantas pra administrar. Tô correndo feito louca pra conciliar tudo. Infelizmente sobrou pra você.
 - É... Agora me diz: Onde está aquela infame capacidade feminina de fazer tudo ao mesmo tempo e com perfeição?
 Ih Wal... Perguntou pro modelo errado. Meu HD é antigo e já deu pau tantas vezes que já perdi as contas. Estou obsoleta no mercado.
 - Você está querendo dizer, ou melhor, assumir que precisa de um upgrade?
 Acho que sim. É. É isso sim.
 - Hum...
 Que foi?
 - Estou avaliando pra vê se precisa trocar a lataria também.
 Que?! Olha Walter, sem cretinice hoje. Meu corpo não está agüentando o mesmo ritmo do meu cérebro. E isso está me deixando incomodada além de me fazer pagar o maior mico da história da minha vida.
 - Qual foi o dessa vez?
 Eu cai
 - Não entendi.
 Eu cai no ônibus
 - Fala pra fora pô! Não tô ouvindo!
 EU CAI NO ÔNIBUS!! Ouviu agora? Acho que o prédio todo escutou!
 - Ah ta. Mas a culpa não foi sua gata. Foi do motorista. Com certeza. Eles dirigem feito loucos. Machucou?
 Só moralmente.
 - Você deveria fazer um blog em homenagem a ele também. “A culpa é do motor... O @#$%* do Motorista!”
 Olha Wal, não foi bem assim que aconteceu...
  - Não? Então conta pra mim meu bibelô de penteadeira de tia vitalina...
 Bom... Eu caí porque...
... eu, eu, eu...
 - Tu o que mulher! Fala logo!
 Eu caí porque dormi. Pronto! Falei. A blogsfera toda agora sabe que eu, Layla Barlavento, mãe de plantão, perua assumida, fresca até o último fio de cabelo ruivo de nascença, dormi no ônibus, sobrei na curva e caí de derrier no chão!
 - Bom, nesse caso retiro todas as ofenças gratuitas ao motorista. Aê cara, foi mal valeu? Rsrsrsrsrsrsrsrsrs
 Ta rindo do que?
 - Nada não...
 Ta rindo de mim né?
 - Não exatamente. Tô rindo da cena e me esforçando para por outra pessoa no seu lugar. Mas minha imaginação teima em ser fiel gata.
 Walter, Walter. Você tem noção do grau do perigo que gratuitamente resolveu correr?
 - Princesa, como diz meu amigo Simba* “Eu riu do perigo”. E particularmente, não vejo motivo pra você ficar assim . Todo mundo passa por uma situação dessas.
 É? Cê acha?
 - Claro! É normal! Todo mundo que eu conheço já pagou mico no ônibus.
 Até você?
 - Não gata. Eu sou de outro mundo esqueceu?
 É. Às vezes esqueço. Você é tão real pra mim...
 - Pois é. Obrigado.
 ... Peraí! Como é que pode ser normal e você conhecer muita gente que já pagou mico no busão se você não conhece ninguém além de mim?
 - Quá! quá! quá! quá! quá! Demoro hein? Acho que a queda avariou alguma coisa aí nesse HD obsoleto. Quá! quá! quá! quá! quá!
 Certino!
 - Pf, pf, pf. Acho... quá, quá, quá! Que você... quá, quá, devia mudar o nome do blog. rsrsrsrsrsrsrs
 É palhaço? Sei que vou me arrepender de perguntar mas diz, pra qual?
 - “Sou a Bela Adormecida. Para me acordar, não precisa beijar, basta derrubar.” Quá! quá! quá! quá! quá!
 Porque? Porque meu Deus fui começar esta conversa?
 - Quá! quá! quá! quá! quá!
 Tomara que você tenha um treco de tanto rir...
* Personagem principal do filme Rei Leão da Disney

3 comentários:

Dyana Barlavento disse...

Walter vc é O T É M O!!!!!!
ADOOOOROOOOOO
KKKKKKKKKKKKKKK

Barlavento disse...

Quase caí da cadeira de tanto rir. Só nao caí porque estou bem acordada, se tivesse dormindo...

Danny Almeida disse...

Ai Layla...
Vou prestar mais atenção qdo "andar" dormindo nos onibus da vida...
Walter...
Vc é um picareta assumido!!! ahahaha

bjsss