segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

o dia em que ouvi os conselhos de mamãe e me dei mal

- Isso realmente aconteceu? Acho meio improvável.


Mas aconteceu mesmo Wal. Infelizmente aconteceu.


- Então conta logo Gata! Espera! Vou buscar a cerveja e os salgadinhos porque sei que vai ser um papo bem longo.


Bom, saímos do hospital depois de uma tarde inteira com meu vovis que graças à Deus está um pouco melhor, e  fomos para a parada de ônibus juntas, carregando 20 quilos de manga que Nidinha (esposa de vovis) resolveu trazer pra mamys.


- Parece que ela adivinha os dias em que vocês estão mais cansadas não é? 


Hum rum. Nidinha tem essa capacidade. E eu não posso reclamar. Só agradecer por ela cuidar de meu vovis com tanto amor.
Voltando: Assim que chegamos na parada mamys perde o único ônibus que serve pra ela e vem com a "feliz" idéia de fazermos a integração pra chegarmos mais rápido em casa. Detalhe para que vocês se situem: o horário que saímos do hospital era por volta de 17:40h.


- E aí você disse que não né? Sabia que você tinha se dado mal por não seguir os conselhos de D. Geo!


Ô criatura sem cintura! Leia novamente o título do post. Foi exatamente o contrário! Ela sugeriu e eu acatei porque poderíamos pegar o mesmo ônibus e eu carregaria o peso das mangas até a hora de descer seu insano!


- Foi mals... Viajei feio agora né? 


Acho que isso é excesso de sangue na sua corrente alcoólica... Mas voltando novamente e porque não dizer re-voltando? Vou em pé até a integração, num aperto do caramba, com todo o ônibus me olhando com cara de poucos amigos porque eu só cheirava a manga bem no horário da fome.


- Hum... Devia estar uma delícia!


Olha o respeito seu moço! 


- Desculpe, força do hábito. Foi mais forte do que eu. Continue por favor:


Então, chegamos na metade do caminho e trocamos de ônibus. Eu super feliz porque estava sentada e chegaria em casa a tempo de pegar a padaria aberta e com pão quentinho, quando avisto um mundaréo de fogo na pista e os carros voltando. Ou seja, alguém resolveu fazer um protesto e queimar pneus na Perimetral justamente na hora do rush e comigo tentando chegar em casa.


- Poderia ser pior...


Nem me fale o que sua cabecinha fantasiosa está aprontando! Trocamos mais uma vez de ônibus porque o nosso não conseguia fazer a volta por ser muito grande. E as pessoas começaram a perguntar de onde vinha esse cheiro tão forte de manga...
Esse outro que pegamos, o motorista resolveu aventurar pelo bairro a dentro e tentar chegar na Perimetral num ponto após o incêndio.


- Que cara legal esse não? Entrar em um bairro estranho, só pra cumprir com seu trabalho.


Muita gente ainda pensa dessa maneira Wal. Diferente de você que no máximo recolhe o lixo, joga fora e passa 3 dias usando isso como desculpa pra não fazer mais nada.
Acontece que muitos outros motoristas tiveram a mesma idéia. Agora por favor realiza comigo: uma rua estreita, que mal dá pra passar um veículo passeio com ônibus nos dois sentidos e todo mundo querendo saber quem estava com as mangas?
Foi exatamente neste momento que me arrependi de ter ido pela cabeça de mamys...


- Repito: poderia ser pior...


Nem vem Wal. Saí do hospital às 17:40 pensando em chegar em casa até às 18:30 e só venho chegar agora 21:11, depois de passar por uma ponte de madeira, escapar de virar com o ônibus umas 3 vezes e rezar pra ninguém no coletivo me atacar pra roubar as mangas de mamãe! Não tem como ter lado positivo!


- Tinha criança no busão?


Tinha.


- Ela estava chorando?


Não


- Vomitou ou fez cocô? Se a sua resposta foi não para as duas perguntas com certeza poderia ter sido pior... 
Tinha também algum fanático religioso ou político dentro do ônibus? Se todas as respostas foram não, você estava com sorte mesmo!


Olhando por esse ângulo até que você tem um pouco de razão. Poderia ter sido pior mesmo! Mas juro por Deus que vou ficar com os dois pés atrás por um bom tempo diante das sugestões de mamys...


- Ainda acho que o problema foi com você sabia?


Comigo? Como assim? Eu bem quietinha no meu próprio cantinho e vou ter culpa? Nem vem!


- Gata, essa não é a primeira aventura sua com um ônibus postada neste blog. Estou mesmo convencido: o problema não foi com sua mãe.


Será Wal? Ai, ai...  

4 comentários:

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

É... Transporte coletivo não é fácil mesmo, e a bendita lei de murphy sempre a nos atrapalhar, se estamos com pressa o ônibus vai devagar, se queremos um ônibus vazio ele vem lotado...

Eu quase ia me esquecendo, se eu frequentemente apareço por aqui é porque eu gosto muito, mas ainda estou a me decidir se mais do Wal ou se da Layla...

Bjos

Dri Viaro disse...

Bom dia, chegou fim de semana!!

Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

bjssss

Débora Buarque disse...

desgraça pra pobre é pouco mesmo né...já não basta ter que andar de onibus, ainda acontece um monte de coisa pra atrapalhar....é laska amiga...
ontem eu tb quase não chego em casa...acho que o sono era tanto que peguei o onibus errado pra ir ao hiper bompreço, comprar minha base e matificante na conten 1 grama...kkk...desisti e tentei, isso mesmo, tentei chegar em casa, fia...tava ruim de tudo ontem...afffff

Soraia Alves disse...

eu gostei mto do seu blog, rs!

beijo