sexta-feira, 21 de agosto de 2009

tempestade




- Gata. Porque a foto?


Não consegue me ver?


- Não. Muita água.


Pois é Wal. Eu tô bem ali, na pontinha do mirante, deixando essa tempestade me engolir e sem forças pra sair do lugar.


- Sabe o que eu gosto nas tempestades?


Não.


- Depois que elas passam e devastam tudo o que encontram em seu caminho, conseguimos enxergar a verdadeira beleza das coisas, e o quanto é bom poder estar vivo para recomeçar...


3 comentários:

Cleia disse...

Amiga, sei que és uma mulher forte e vais passar por tudo isso... faça o que seu coração mandar... TE AMO MUITO! E agradeço sempre a Deus por ter te conhecido, aprendi muito com vc!
Vc sempre será uma amiga que vou guardar eternamente no meu coração. bjs bjs bjs

Dyana Barlavento disse...

Eita... eu acho que tô ali do teu lado... segurando a tua mão q a gente junta se segura viu irmã!!! Nem a tempestade do século leva nóis!

Fran disse...

Menina, em poucas palavras você demonstrou taanto sentimento...
Sei que vais me chamar de louca/pessimista, mas a tempestade nunca passa por completo. Ela continua ali, intacta. Mas fica tão peqititinha que nem a percebemos mais :)

Beeeijo!