quinta-feira, 26 de agosto de 2010

falando de Amor...

... Esqueça as fórmulas.

- O que Gata?

Ouvi isso de uma pessoa muito especial. E sabe que ela tem razão?

- Num mundo que gira em torno da matemática ouvir isso e concordar eu acho loucura.

Não estou falando dessa matemática Wal. Tô falando de sentimento. De quando se caucula 1+1 e é sempre igual a 1. Só que um inteiro.

- Ah Tá. Você tá falando de Amor né? Lá vem você com esse papo meloso de mulherzinha.

Em primeiro lugar, mulherzinha é o pai dos seus filhos. Sou MULHER, e não admito nada menos do que isso! E em segundo, mas não menos importante, você precisa se reciclar Wal. Amor é universal. É assunto de homens, mulheres, crianças, animais. Todo ser que respira Ama.

- Não Amo ninguém e respiro.

Mas Ama o Flamengo. Não falei apenas de Amar alguém. Pode ser Amor por algo ou por você mesmo!

- É. Tem razão. Mas explica melhor esse lance de esquecer as fórmulas.

As pessoas sempre associam, assim como você fez, que Amor tem que ser pra alguém, e que esse alguém tem sempre que Amar você com a mesma força. Só esquecem que somos seres diferentes Wal, e o Amor é um sentimento tão amplo que não podemos nem devemos tentar limitá-lo nem intimidá-lo.
E é isso que nós sempre tentamos: medir, calcular, multiplicar, dividir um sentimento tão coeso e imenso. Muito pequeno não acha?

- Analisando por esse prisma sim. Desculpe a franqueza Gata, ainda não consegui entender o que você quer dizer com tudo isso.

Que devemos apenas amar! AMAR em maiúsculo, em letras garrafais, estampado em neon na sua testa. Amar sem se preocupar se o outro corresponde com a mesma intensidade ou com menos ou mais. Apenas Amar porque isso é seu, vem de você e sempre pertencerá a você. Independente de pra quem você o destine.

Nossa! A menina Layla, minha menina Layla cresceu!

É sim Wal, cresci. Entretanto continuo menina. Só que agora Amando com mais coragem e sem fórmulas!

7 comentários:

Anônimo disse...

Valeu por "uma pessoa muito especial". Quanto a ter razão... aceitar esse crédito é aceitar as fórmulas. Entretanto, alegra-me que simpatize com as minhas verdades!
Abraços no corpo... na alma!

Tiburciana disse...

è minha querida Layla estou tentando amar por inteiro tbem
tá dificil
rsrsrs]
bjos querida em vc no seu Wal

disse...

Oie, ah quanto tempo não passo por aqui...
To precisando do seu apoio no meu novo blog, passa lá se tiver um tempinho!
http://apcanal1.blogspot.com/
Amar parece ser tão simples... Mas a gente sempre tem que complicar as coisas...

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

"Amor próprio é equilibrio"
"Ame, nem que seja seu cachorro"

O amor me consome, aonde quer que eu olho só enxergo a palavra ame"

ótima reflexão!

Beijos Imundos...

Diu Mota disse...

Texto sincero, e por isso grandioso. Parabéns pela menima-mulher. Nos merecemos isso.

Parabéns pelo crescimento. Somos capazes.

inté

Solange disse...

Layla...

como gosto de vir aqui amiga...
como gosto dessa sua inteligência irreverente, dessa sua coragem escancarada, dessa sua capacidade de entrega...

que texto lindo...

eu, ensaiando uma volta, porque morro de saudades daqui, das palavras, dos sentimentos que trocamos nesse mundo efêmero e virtual, embora nem sempre tão virtual assim...

e, sabe ? o texto que escreveu para seu avô é uma das coisas mais lindas que já li na vida... virou uma oração antes de dormir... vou ser sempre grata à você...

beijo carinhoso

Dyana Barlavento disse...

Simplesmente...
Amo vc irmã!