terça-feira, 1 de setembro de 2009

cantada um tanto inusitada




Oi Walter.
- Fala gata. Como foi seu dia?

Normal. Visitei clientes, vendi umas mesas, andei pra caramba. Ai que falta faz um carro...

- Realmente. Faz sim.

Ah! Aconteceu uma coisa diferente hoje.

- Conta. Já imagino a “emoção”.

Estava eu no ônibus voltando pra casa, ouvindo meu mp3, lendo Zíbia e cantando...

- Você não perde essa mania de parecer louca né? Sabia que é isso que as pessoas pensam quando olham pra você, mexendo a boca sem saber que debaixo de tanto cabelo existe um fone de ouvido ligado a um aparelho que transmite som? E ainda por cima lendo também!

Não ligo sabia? É até divertido ver com o rabo do olho a cara delas. Deixa eu voltar ao assunto agora?
Então, aí senta do meu lado um rapaz (até um gato por sinal). Que fica tentando puxar assunto. Só que eu estava a fim mesmo de ler o livro. Tá numa parte interessante e o ônibus é o único lugar que tenho tempo.
Depois de vários sorrisos amarelos e inúmeros humrum, ele resolve perguntar o que estou lendo:


O Advogado de Deus


- Há é tipo aquele filme O Advogado do Diabo?


Não. É um romance espírita de Zíbia Gasparetto.


- Espírita tipo o assunto dessa novela Alma Gêmea, sobre vidas passadas?


(Não conheço outra forma de romance espírita que não fale de vidas passadas, mas resolvi dá uma chance pro bofe):
Exatamente.


- Gosto muito dessa novela. Principalmente depois de ter conversado com uma amiga que me explicou que todos nós temos uma Alma Gêmea na vida.


Que bom. (Gostaria de voltar a ler...).


- Qual o seu nome?


Layla


- Bonito.


(Repararam que ele não disse o dele?)


Obrigada. (nem eu tava a fim de perguntar...)


- Layla, será que você não quer me dar o seu telefone?


Hein?


- O seu número, já pensou se nós dois formos almas gêmeas? Como poderemos saber sem nos comunicarmos?


Amigo, (que eu ainda não sei o nome...) se realmente formos almas gêmeas não será por um número de telefone que deixaremos de nos encontrar, concorda? Estaremos predestinados a nos acharmos de alguma maneira. Se eu te der o número do meu celular perderemos o melhor da descoberta: a busca!

- Péra! Para tudo! Esse cara te cantou?

Qual o espanto?

- Não, quer dizer, achei que fosse um post sobre alguma leseira sua e não sobre um cara qualquer que você deixou sentar ao seu lado e puxar assunto!

Cê tá com ciúme?

- Quem? Eeeeeeeeu? Imagina! Tenho mais o que fazer!

Rsrsrsrs. Ok Wal. Mas fica tranqüilo, não valia a pena. Não passei o número pra ele. Deixei que “nossas almas se encontrem sozinhas se esse for nosso destino...”
Pessoas foi ciúme mesmoooooo! Pode?


6 comentários:

Fran disse...

Zíbia Gasparetto tem livros ótimos, adoro livros espíritas.

Beeijos!

Danny Almeida disse...

- Oi gata,
Eu tb adoro livros espiritas e o melhorzão de td, eu pude conhecer a Zibia, em uma das minhas visitas a editora dela, foi show de bola!!!
+ o melhor da noite foi perceber o sr. concentrado, Walterego, com ciumes, ja valew a noite... ahahaha

bjs estalados!
Danny

Dyana Barlavento disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
Que é isso Wal???
Tá me decepcionando... Com ciúmes de Layla??? Ela é sua e o boi não lambe!!!! Vc já devia saber... Mas toma cuidado com Balzac viu... ele anda por aí e ela já tem 30... kkkkkkkkkkkkkk

disse...

Esse menino deve se chamar Rafael -nada contra esse nome, mas todo rafael é meio sem-noção UAHUAHUAHAUAHUAHAUHUAHUAHAUHAUAHUAHAUH

adorei aqui :) ri muito. x_x

'Juh! disse...

ooi, tudo beem? :DD
adoorei teu blogg, bem criativo.

estou te seguindo.
follow me?

besos, juliana.

Bárbara disse...

Oii,
Ameei seu blog já tô te seguindo viu??
Beeijo =)